• Chá de Leitura

DESVENDANDO A RELAÇÃO ENTRE A MENTE E DEUS

Atualizado: 22 de Nov de 2020


O Chá de Leitura conversou com João Paulo Vieira, autor do Psicoteísmo, ciência que se ocupa da relação entre Deus e a mente humana.

João Paulo Vieira é psicólogo, professor de Hebraico bíblico e membro da ALUBRA (Academia Luminescência Brasileira). Nesta entrevista, o autor esclarece alguns pontos-chave do Psicoteísmo, ciência que investiga a relação entre Deus e a mente humana. Acompanhe, a seguir, a entrevista cedida por ele ao nosso blog.


BLOG > Como surgiu o Psicoteísmo?

J. P. VIEIRA > A Revista Mente e Deus, 2010, foi o meu primeiro trabalho publicado. A Revista tem temáticas e declarações relacionadas à mente e a Deus. De 2010 até 2014, fiquei trabalhando na primeira Obra Psicoteísta (Psicoteísmo – A Ciência da Relação Mente e Deus) que, foi publicada em 16.05.2014. Desde 1991, eu sou pesquisador independente da Bíblia. Aprendi, após muito estudo, as Línguas originais da Bíblia, o idioma hebraico e o grego. A palavra “Psicoteísmo” forma-se por dois vocábulos da Língua Grega: psico procede de ψυχή [alma, mente] e teísmo vem de θεὸς [Deus]. Psicoteísmo define-se por Ciência da Relação Mente e Deus, Ciência da Mente. A Teoria Psicoteísta surgiu das pesquisas independentes que, desde 1991, venho fazendo na Bíblia. O Psicoteísmo está fundamentado nas pesquisas que fiz nas Línguas originais da Bíblia.


BLOG > O Psicoteísmo ocupa-se com questões metafísicas e religiosas, como a essência de Deus e a revelação bíblica. Apesar disso, o senhor o define como uma ciência. Por quê?

J. P. VIEIRA > Antes de tudo, asseguro que o Psicoteísmo não tem ligação com religião. É verdade que o Psicoteísmo trata das questões metafísicas, mas não segundo a religião. A essência de Deus é tratada à luz das pesquisas na Bíblia. O volume 2, Teoria Sobre Deus, trata de forma específica sobre Deus. Teoria Sobre Deus é independente de religião e de Teologias Construídas. Pelo fato de o Psicoteísmo falar sobre Deus, segundo as pesquisas na Bíblia, as questões religiosas recebem críticas, pelo fato de a religião distorcer os Dados Bíblicos. Para o Psicoteísmo, a Bíblia é o maior livro de Teologia. Questiona-se: que é Ciência? Ciência é saber, conhecimento. Qualquer ciência tem o saber. O Psicoteísmo é Ciência, porque ele tem o seu saber, o seu conhecimento.


BLOG > Na Teologia psicoteísta, é possível conciliar fé e razão?

J. P. VIEIRA > A Teologia Psicoteísta está fundamentada na Teologia da Bíblia. A Fé recebe interpretações variadas, segundo cada religião. A Fé, na Teologia Psicoteísta, é confiança profunda da mente em Deus. O Psicoteísmo tem três leis que regem a Relação Psicoteísta (Relação da Mente com Deus): a Lei do Desejo, a Lei do Amor e a Lei da Fé. Segundo a Teologia Psicoteísta, sem desejar a Deus e sem amar a Deus a fé é superficial na mente. Quem, com mente saudável, colocará alguém desconhecido dentro da sua casa? A razão foi dada para que o homem pudesse conhecer a Deus. Deus é cognoscível. A razão e a fé são conciliáveis.


"O Psicoteísmo tem três leis que regem a Relação Psicoteísta (Relação da Mente com Deus): a Lei do Desejo, a Lei do Amor e a Lei da Fé. Segundo a Teologia Psicoteísta, sem desejar a Deus e sem amar a Deus a fé é superficial na mente."


BLOG > Qual é o destino do homem? Existe vida após a morte?

J. P. VIEIRA > O destino do homem foi alterado desde a queda no jardim do Éden. A natureza pecaminosa reside em todo homem, a partir de Adão e Eva. Sem Deus como a Luz Suprema, para iluminar o caminho do homem, o destino do ser humano fica comprometido. O Psicoteísmo revela que a vida biológica termina com a morte; porém, a morte somática não elimina a vida após a morte. A alma é imortal.


BLOG > Por que nós necessitamos de Deus?

J. P. VIEIRA > O Psicoteísmo descreve três emoções Psicoteístas: a Paz Psicoteísta; o Gozo Psicoteísta e a Força Psicoteísta. Consulte essas emoções no volume 2, Teoria Sobre Deus. A mente, sem sentir essas três emoções, sofre neste mundo caótico. No Psicoteísmo, a água é símbolo de Deus. Assim como a água é necessária ao organismo, da mesma forma é Deus. Ele é necessário à mente humana. A Ciência Psicoteísta não recua 1 milímetro sobre o fato da mente necessitar de Deus. Deus é água, Deus é vida.


BLOG > Segundo a máxima psicoteísta, “Deus é necessário à mente humana; a mente humana é necessária a Deus”. Porém, no dia-a-dia, são frequentes os casos de homicídios, furtos, estupros e outras maldades inimagináveis. Por que isso acontece, se a mente humana necessita de Deus, que é a fonte de todo bem?

J. P. VIEIRA > A Máxima Psicoteísta não significa impedimento à maldade. Ela revela, pela Relação Psicoteísta, que Deus é necessário ao homem; o homem é necessário ao Criador. Os males que o ser humano comete, ele gera em seu T-Lamed (Área Central da Mente). Todo mal foi antes gerado (pensado) no T-Lamed. Deus não controla o T-Lamed. Davi tinha Relação Psicoteísta profunda; porém, ele gerou o mal em seu T-Lamed e matou Urias, o esposo de Bate-Seba. É verdade que Deus é a fonte do bem, mas o ser humano tem o livre-arbítrio. Davi usou o seu livre-arbítrio para adulterar e matar.


Capa da revista Mente e Deus, volume I (2010)



BLOG > No volume Introdução ao Psicoteísmo, o senhor afirma que a Bíblia contém verdades morais elevadas, reveladas por Deus. Entretanto, no passado, os Estados europeus e a Igreja recorreram à Bíblia para justificar interesses escusos, como o escravismo e a perseguição aos judeus e hereges. Como o Psicoteísmo enxerga essa contradição entre o ensino moral da Bíblia e a prática daquelas instituições, que diziam representá-la?

J. P. VIEIRA > O Psicoteísmo entende que a Bíblia tem valores morais elevados. Por exemplo, "amarás o teu próximo como a ti mesmo" é um valor moral elevado. O problema da Igreja foi a distorção dos Dados Bíblicos. Por que a igreja foi contestada e ainda é hoje? Porque a Igreja é hábil em criar dogmas. Os dogmas religiosos sempre agradam os ideais da Igreja. O que a Igreja Católica fez com o filósofo Giordano Bruno? Queimou-o em praça pública. Quando os fariseus discordavam de Jesus, ele mandava queimá-los em praça pública? É óbvio que não. Aqui está a grande diferença entre Jesus e a Igreja. A Igreja age por conta própria, alegando que representa Deus. É necessário separar os valores morais elevados da Bíblia dos dogmas da Igreja.


BLOG > Ainda é influente, na Psicologia, a concepção funcionalista da mente. Segundo essa teoria, os estados mentais são meras funções do cérebro. Assim, não existiria uma mente ou substância imaterial, distinta do cérebro, mas sim estados mentais que dependem da organização neuronal, de natureza física. Essa concepção da mente, por ser materialista, não é corroborada pela Bíblia. O que o Psicoteísmo nos diz sobre isso?

J. P. VIEIRA > O livro Princípios De Neurociências, dos autores Eric R. Kandel, James H. Schwarts. Thomas M. Jessel, Steven A. Siegelbaum e A. J. Hudspeth, não faz diferença entre "mente", "encéfalo" ou "cérebro". Pode-se substituir "estados mentais" por "estados encefálicos" ou "estados cerebrais" que não tem nenhum problema. O materialista gosta de falar que o ferro é ferro, porque ele vê o ferro. Ele tem dificuldade para entender que o vento é invisível, porém toca nossos corpos. O ferro e o vento tocam nossos corpos, porém um é visível, o outro é invisível. Segundo o Psicoteísmo, a Mente é o Centro do Homem. O T-Lamed é a Área Central da Mente. A Bíblia fala muito sobre a mente humana. O destaque que a Bíblia dá sobre a mente humana reside no fato do homem agir livremente em seu T-Lamed. O Psicoteísmo fala sobre a Ação Psíquica Consciente. Portanto, a mente ou encéfalo ou cérebro é real, apesar de o materialista ter dificuldade de entender o conceito de mente.


BLOG > Freud, o pai da Psicanálise, descobriu que a psique pode camuflar aquilo que lhe causa dor. Ao criar cenas irreais, que destoam da realidade, a psique tenta se proteger, represando “conteúdos psíquicos repletos de resistências, censuras e proibições”, como afirma o psicanalista Renan Cola. Essa doutrina é aceita pelo Psicoteísmo? Como essa ciência pode ajudar as pessoas que não conseguem lidar com os próprios traumas e emoções negativas?

J. P. VIEIRA > A visão de Sigmund Freud sobre a mente foi a de colocar o homem como vítima da sua própria mente. Basta entender como ele falava do inconsciente. Segundo Freud, o inconsciente é "outro ser" que está dentro da pessoa, manipulando-a. O Psicoteísmo choca-se com esta visão de Freud. Para este, o homem é vítima da mente. Para o Psicoteísmo, o homem age livremente em seu T-Lamed, gerando pensamento; sentimento; sofrimento; Eα [E-alpha], elemento benéfico; Eπ [Epi], elemento maléfico; bondade; maldade; desígnio; trama; astúcia; ação; epithymia (desejo) e imagem. O Psicoteísmo divide a mente em consciente e inconsciente. O homem é consciente de suas ações no T-Lamed, mas também é inconsciente de muitas de suas ações. O inconsciente em Psicoteísmo é o Lugar Profundíssimo que existe na mente humana. Consulte os artigos 1.048-1.055 do Manual Do Psicoteísmo. Portanto, o inconsciente no Psicoteísmo é diferente do inconsciente de Freud. O Psicoteísmo não faz promessa de cura para traumas e isederpsis (desordens psíquicas); porém, a Ciência Psicoteísta entende que, se o indivíduo que sofre com traumas ou isederpsis enfrentar o seu próprio trauma, desejando a cura, traumas e isederpsis podem ser curados.


BLOG > Por que o Psicoteísmo deve ser estudado?

J. P. VIEIRA > Não posso enganar aqueles que se interessam pelo Psicoteísmo se os Estudos e as Doutrinas Psicoteístas não contribuíssem com nada. Sou Teórico Psicoteísta independente. Não tenho nenhuma mídia televisiva e impressa a meu favor. Toda publicação Psicoteísta é paga com meus recursos. Criar teoria a partir do zero, como fiz com o Psicoteísmo, é trabalhoso e exige muita persistência. Não posso colocar o Psicoteísmo acima das outras teorias, mas o destaque da Ciência Psicoteísta reside no fato de ela declarar abertamente que Deus é necessário à mente humana. Durante anos pesquisando, eu entendi que muitos teóricos deixaram Deus de lado em suas teorias. Me é vedado ser juiz dessas teorias. Apesar de o Psicoteísmo ser ainda uma teoria desconhecida e desprezada por muitos, afirmo, sem medo de errar, que ele tem doutrinas grandiosas para entender o homem. Ressalto que o Psicoteísmo não é uma teoria discursiva, como é a Teologia. A Terapia Psicoteísta já revelou sua relevância na cura das Isederpsis (desordens psíquicas). A minha descoberta sobre o T-Lamed revela que, quando o sujeito gera (pensa) em seu T-Lamed Eπ [E-pi], elemento maléfico, ele prejudica o seu encéfalo, a sua emoção, o seu organismo e se comporta de forma inadequada. Hoje, o Psicoteísmo é árvore pequena. No futuro, muitos se abrigarão na sombra da grande Árvore Psicoteísta.



> Siga a página do Psicoteísmo no Facebook



RELAÇÃO DAS OBRAS PSICOTEÍSTAS



Título: Introdução ao Psicoteísmo

Volume: 1

Edição:

Ano: 2018

Número de páginas: 406

ISBN: 978-85-5697-698-7


SAIBA MAIS!




Título: Teoria sobre Deus

Volume: 2

Edição:

Ano: 2019

Número de páginas: 460

ISBN: 978-65-902-0630-5


SAIBA MAIS!




Título: Manual do Psicoteísmo

Volume: 3

Edição:

Ano: 2017

Número de páginas: 633

ISBN: 978-85-5697-404-4


SAIBA MAIS!




Título: Sexualidade

Volume: 4

Edição:

Ano: 2020

Número de páginas: 449

ISBN: 978-65-001-0502-5


SAIBA MAIS!




Título: Psicoteísmo, Teoria sobre Deus

Edição:

Ano: 2016


EDIÇÃO ESGOTADA







Título: Psicoteísmo, a Ciência da Relação Mente e Deus

Edição:

Ano: 2014


EDIÇÃO ESGOTADA








Título: Revista Mente e Deus

Edição:

Ano: 2010


EDIÇÃO ESGOTADA

109 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Inscreva-se para receber notícias sobre livros, eventos culturais e sorteios de livros!