• Chá de Leitura

NOVO RÓTULO, VELHO CONTEÚDO


No meio evangélico brasileiro, tem ganho espaço uma heresia: a teologia relacional. Aparentemente moderna, ela reúne, na verdade, elementos de heresias já combatidas no passado, como o socinianismo e a teologia do processo.

Entretanto, ela é desmascarada por Augustus Nicodemus, teólogo e pastor presbiteriano. À luz da Bíblia, ele mostra as incoerências dessa teologia, cujos proponentes são brasileiros. Visando preservar a todo custo a liberdade humana, os teólogos relacionais acabam negando atributos essenciais de Deus, como Sua onisciência, soberania e onipotência. Como explica Nicodemus, de acordo com essa visão:

"Deus escolheu soberanamente dar plena liberdade ao homem para que eles participem com Deus da criação de um futuro aberto, não um futuro determinado como creem os reformados calvinistas.

[...] Ele abriu mão de Sua soberania por causa do livre-arbítrio humano. É nisso que reside a soberania de Deus, não em determinar o futuro, mas em deixar que ele seja determinado pelas escolhas humanas. Ou seja, ao final, a soberania é do homem, com sua plena liberdade e total independência da vontade de Deus."




Posts recentes

Ver tudo